Consumidores têm relatado uma alta no valor dos pacotes de arroz nos supermercados, o que gera reclamações tanto dos clientes, quanto das associações. Nos últimos 12 meses, o preço do arroz subiu 25,5% e a Ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, detalhou que apesar da alta, em 2021, a safra deverá ser bem maior.

– Nós teremos uma safra bem maior, pelas nossas estimativas, o agricultor vai plantar mais arroz, ele teve um preço que vai remunerar a atividade. No ano que vem teremos um estoque bem maior do arroz – frisou a ministra à CNN Brasil.

Enquanto este prazo não chega, a pasta possui uma preocupação muito grande em não deixar os supermercados desabastecidos. “Hoje temos esse produto que está mais alto, está chegando mais caro mesmo nos supermercados e para isso, nós temos um acompanhamento desses estoques. Nossa preocupação é para que não faltem alimentos nos supermercados”, relatou a Ministra Tereza Cristina, a CNN Brasil.

Tereza Cristina ainda detalhou que o governo federal deverá encaminhar um pedido para que as alíquotas de importação sejam zeradas, para que possa ter a entrada de 400 mil toneladas de arroz, até o dia 31 de dezembro de 2020. Há uma previsão de que esta medida seja votada pelo Comitê Executivo de Gestão (Gecex), ainda nesta quarta-feira, para que entre em vigor o quanto antes.

Por: Folha do Noroeste