Caso Rafael: Pai do menino será ouvido novamente pela Justiça nesta quarta-feira

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

As oitivas das testemunhas do processo criminal que apura a morte de Rafael Mateus Winques, de 11 anos, serão retomadas esta semana. Na quarta-feira, 9/12, será ouvido o pai do menino, Rodrigo Winques, procedimento que será realizado presencialmente no Foro da Comarca de Planalto, sob a coordenação da Juíza de Direito Marilene Parizotto Campagna.

Rodrigo e mais duas pessoas foram ouvidas em audiência no dia 1º/10, mas a defesa de Alexandra Salete Dougokenski, ré no processo, solicitou novas oitivas porque, à época, ainda não havia acessado documentos anexados aos autos. Os depoimentos anteriores permanecem válidos.

O cronograma de oitivas seguirá até a semana que vem. O interrogatório de Alexandra está marcado para o dia 18/12.

Datas dos depoimentos:

Dia 9/12, às 13h15:
Rodrigo Winques (pai de Rafael)

Dia 10/12, às 13h15:
Delair de Souza (namorado de Alexandra na época do fato)
Ana Maristela Stamm (professora de Rafael)
Carlos Eduardo da Silva (vizinho de Alexandra na época do fato)
Jaqueline Luíza Mesnerovicz (mãe do melhor amigo de Rafael)
Jackson Getúlio Consoli (inspetor de polícia)

Dia 11/12, às 13h15:
Eibert Moreira Neto (Delgado de Polícia)
Ercílio Raulileu Carletti (Delegado de Polícia)
Caroline Hercolani Alegretti (Perita do IGP)

Dia 14/12, às 13h15:
Roberto Pontes dos Santos (Médico Legista)
Bábara Zaffari Cavedon (perita do IGP)
Roberta Brambila (testemunha de defesa)
Alberto Moacir Cagol (irmão de Alexandra)
Ladjane Ravagio (professora de Rafael)
Denise Bielski Vojniek (conselheira tutelar)
Isailde Batista (mãe de Alexandra)
A.V.D. (irmão de Rafael)

Dia 17/12, às 13h15:
Rosemar Winques Ostroski (irmã de Rodrigo Winques)
Gilmar Antonio Atzler (proprietário do imóvel que Rodrigo reside)
Marizete Lisboa Miranda da Silva (amiga de Rodrigo Winques)
Rodrigo Oliveira Dias (amigo de Rodrigo Winques)
Claudiomiro Miranda da Silva (esposo de Marizete)
Antônio Gabriel da Silva (testemunha de defesa)

Dia 18/12, às 13h15:
Interrogatório da ré Alexandra

O caso

Rafael Mateus Winques desapareceu em 15/5, na cidade de Planalto. O corpo foi encontrado dez dias depois, em uma caixa de papelão colocada no terreno da casa vizinha onde vivia com a mãe. A causa da morte indicada pela perícia foi asfixia mecânica, provocada por estrangulamento.

A denúncia contra Alexandra – que confessou à polícia a autoria do assassinato – foi recebida pela Justiça em 13/7. Ela responde por homicídio qualificado e outros três crimes conexos – ocultação de cadáver, falsidade ideológica e fraude processual. Cumpre prisão preventiva na Penitenciária Municipal de Guaíba desde o início de julho.

Por: Folha do Noroeste 

Doce Sabor
Side3

Acompanhe no Facebook

Posts Relacionadoas