Fetag-RS envia denúncias sobre vazamento de dados do INSS

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

O presidente da Federação dos Trabalhadores na Agricultura no Rio Grande do Sul (Fetag-RS), Carlos Joel da Silva, entregou, nesta terça-feira, 13, ao deputado estadual, Elton Weber, do PSB, denúncias relacionadas a empréstimos consignados indevidos e a invasão no sistema do INSS para alteração de dados de aposentados e pensionistas com objetivo de desbloquear créditos consignados. O golpe atinge milhares de agricultores e pecuaristas familiares em todo o Estado, a maioria idosos.

O dossiê tem 291 páginas com documentos que mostram que, sem autorização ou requerimento, instituições financeiras depositam valores em contas correntes a título de empréstimos. Outra ação criminosa é a alteração de dados dos segurados, como e-mail de acesso e senha, da plataforma MeuINSS, possibilitando o desbloqueio da opção empréstimo no website. do INSS. Há ainda registros de contratos com visíveis sinais de adulteração.

Desde junho, a Fetag entrou com Ação Civil Pública na Justiça Federal e com Representação junto ao Ministério Público Federal:

– A cada dia aumentam as denúncias à federação. Os aposentados chegam a chorar de desespero, sem saber o que fazer. Há situações em que os bancos ou financeiras fazem até três depósitos na conta do aposentado -, revela Carlos Joel da Silva.

Presidente da Frente da Agropecuária Gaúcha e da Comissão de Defesa do Consumidor da Assembleia Legislativa, o deputado Elton Weber ressaltou a gravidade das denúncias, que serão apresentadas em audiência pública da comissão nesta quarta-feira, 14, a partir das 11h15min.

Weber lembra que o problema acontece em todo o país e que tramita em Brasília projeto de lei do deputado Heitor Schuch proibindo instituições financeiras de contratarem empréstimo por telefone para aposentados e pensionistas:

– Penso que diante dos fatos, os órgãos de controle já deveriam ter agido. Os primeiros casos foram relatados no ano passado, o INSS sabe o que está acontecendo. Não é possível que nada esteja sendo feito para proteger essas pessoas -, salientou o deputado estadual.

*Diego Macagnan, com informações ASCOM Elton Weber e Fetag-RS

Publi Sabor Gaúcho
Side3

Acompanhe no Facebook

Posts Relacionadoas