Pesquisa da UFPel estima que RS tenha cerca de 108,7 mil casos de Covid-19

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

A Universidade Federal de Pelotas (Ufpel) divulgou, nesta quarta-feira, os resultados da sexta etapa da pesquisa sobre a prevalência do coronavírus no território gaúcho. Segundo os dados, estima-se que 108.716 pessoas (de 78.774 a 146.196, pela margem de erro da pesquisa) têm ou já foram infectadas no Rio Grande do Sul, o que corresponde a um caso de infecção pela Covid-19 para cada 104 habitantes. O resultado é equivalente a 0,96% da população gaúcha.

Os dados da pesquisa foram apresentados pela coordenadora do Comitê de Dados do governo, Leany Lemos, e o médico epidemiologista e professor UFPel Fernando Barros. Para a análise, foram feitos 4,5 mil testes rápidos entre os dias 24 e 26 de julho, em nove cidades – Canoas, Caxias do Sul, Ijuí, Passo Fundo, Pelotas, Porto Alegre, Santa Maria e Uruguaiana –, onde foram descobertos 43 novos casos positivos.

Entre os positivos, a maioria ocorreu em Porto Alegre, com 18 casos, seguido por Canoas, que teve 9, e Passo Fundo com 17. Caxias do Sul, Santa Cruz do Sul e Santa Maria tiveram dois testes positivo em cada cidade, e Pelotas, Uruguaiana e Ijuí, um caso positivo em cada município.

Em comparação com os resultados da quinta etapa, realizada no final de junho, onde foram estimados 53 mil casos, a sexta fase da pesquisa mostrou que a prevalência de pessoas com anticorpos dobrou no Estado.

Segundo o professor, as melhores medidas de proteção contra o vírus continuam sendo o distanciamento social e a higienização. “Precisa isolar pessoas que são positivas e evitar eventos que disseminam a infecção. Uma pessoa positiva que chega em um bar pode infectar 30 pessoas. Atividades que disseminam a infecção precisam parar”, alertou.

*Com informações do Correio do Povo

Doce Sabor
Side3

Acompanhe no Facebook

Posts Relacionadoas